Os ninguéns do ser nacional: sobre um povo à procura de si mesmo em Darcy Ribeiro

Autores: 
Demetrius Ricco Ávila

Resumo

O presente artigo intenta desvelar significados e correlações entre o conceito de povo e os de nação e nacionalidade, bem como desdobramentos e articulações destes em categorias como etnia e classe social, no interior da obra O Povo Brasileiro: A formação e o sentido do Brasil, de Darcy Ribeiro (1922-1997). Tomada esta como central, todavia lançando mão de outras bibliografias do referido autor, busca-se demonstrar como o mesmo mobiliza, através de seu conceito de povo, o passado colonial brasileiro com vistas à construção de um discurso identitário nacional e a correspondência entre este e suas posições políticas no cenário do Brasil da década de 1990. Para tanto, no tocante à ideia de formação e sentido do Brasil, se operam ao longo do texto diálogos incidentais entre Darcy Ribeiro e os chamados intérpretes da “Geração de 30” do pensamento social brasileiro: Gilberto Freyre, Sérgio Buarque de Holanda e, em especial, o marxista Caio Prado Junior.