"Não pode haver retrocesso na questão indígena"