Lulismo: um inventário (pretensamente) crítico

Autores: 
Marcos de Jesus Oliveira

Resumo

O problema da institucionalização do poder e da autoridade na configuração do Estado-nação é um dos temas mais bem documentados pela literatura nacional em ciências sociais, apresentando uma diversidade de enfoques e de metodologias bem como diferentes recortes temporais. Nos últimos anos, inúmeros pesquisadores e pensadores vêm tentando descrever e explicar adequadamente a estrutura social e política formada durante o governo de Luís Inácio Lula da Silva (2003-2011), comumente denominado pela literatura especializada de lulismo e cujos contornos se mantém durante sua sucessão sob a liderança da presidenta Dilma Rousseff (2012-). O presente trabalho pretende apresentar o trabalho de alguns desses autores, em especial, cinco deles, a saber, Francisco de Oliveira, André Singer, Marcos Nobre, Ruy Braga e Rudá Ricci, discutindo algumas das tensões e das contradições que permeiam as problemáticas concernentes a esse campo de debate intelectual e, portanto, também político brasileiro.