Das sombras à luz: as Universidades Federal de Santa Catarina (UFSC) e Nacional de Córdoba (UNC) sob as ditaduras civil-militares brasileira (1964-1985) e argentina (1976-1983)

Autores: 
Gabriel Roberto Dauer

Resumo

Inserida no âmbito da História do Tempo Presente e da História das Relações Internacionais, a presente pesquisa visa compreender o processo de repressão estatal orquestrado sobre as universidades, tendo como estudo de caso comparativo a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) no Brasil e a Universidade Nacional de Córdoba (UNC) na Argentina, entre os anos 1964-1985 e 1976-1983 respectivamente. Parte-se de uma análise regional das ditaduras civil-militares no Cone Sul, com o propósito de verificar similitudes e disparidades entre a atuação dessas na esfera do Ensino Superior. Analisa a gestão civil-estatal e atores responsáveis pela repressão dentro das universidades. Metodologicamente, utiliza-se de pesquisas em jornal realizadas como pesquisador na Comissão da Verdade e Memória da UFSC, além de embasamento teórico acerca da justiça de transição e História Comparada para estudar ambos os casos. A hipótese que guia o trabalho é que a atuação das duas ditaduras supracitadas teve um papel relevante na formatação do Ensino Superior e que seus efeitos ainda podem ser observados atualmente em sua estrutura e na formação de discentes e docentes.