¡Fue el Estado! O caso Ayotzinapa como símbolo da luta entre jovens e o Estado sistêmico na América Latina

Autores: 
Larissa Mehl

Resumo

Desde o conflito, morte e desaparecimento forçado dos estudantes de Ayotzinapa, no dia 26 de Setembro de 2014, uma onda grande de indignação que responsabiliza o Estado mexicano pelo ato, vêm ganhando grandes proporções a nível internacional, questionando o papel do Estado em tempos de neoliberalismo. Esse artigo busca por meio de conexões entre o “Juvenícidio” (homicídio de jovens), dimensionar a luta pela sobrevivência dos estudantes, em um mundo, e principalmente, uma América Latina onde são considerados massa excedente.