Jornadas Bolivarianas discutem a revolução

1 de Março de 2018, por Elaine Tavares

Arte: Luciano Teixeira
Arte: Luciano Teixeira

No mês de maio desse ano, o IELA organiza mais uma edição das Jornadas Bolivarianas, a 14ª, com o desafio de pensar o marxismo e a revolução como duas faces necessárias para o processo de transformação social na América Latina. Considerando a atual conjuntura latino-americana, na qual assomam rasgos de autoritarismo, fascismo e conservadorismo, apostar na radicalidade do pensamento é a única saída possível. 

Há 14 anos que o Instituto de Estudos Latino-Americanos promove essa maratona de debates, conferências, cursos e reflexões críticas, com a participação dos mais importantes intelectuais da América Latina. Iniciadas em 2004, quando se discutiu o poder popular na Venezuela, as Jornadas Bolivarianas são o principal evento anual do IELA e já conformam o calendário tradicional da universidade. 

Veja as edições passadas

Esse ano, as Jornadas acontecem de 7 a 9 de maio, sempre no auditório da Reitoria. Além das conferências há a apresentação de trabalhos sobre estudos que vêm sendo feitos sobre a América Latina e eventualmente filmes com temática latino-americana. Para esse ano já está confirmado o lançamento do filme de André Queiroz e Arthur Moura, “Araguaia, presente!”.

O cartaz das Jornadas desse ano é uma criação de um dos bolsistas do IELA, o estudante de Design na UFSC, Luciano Teixeira. Há pouco mais de um ano trabalhando na equipe do Instituto, Luciano tem demonstrado profundo comprometimento com a arte e o design latino-americano, uma formação que não encontraria no seu curso de origem. 

Convidamos todos e todas para acompanhar o debate desse ano!. Em breve divulgaremos a programação oficial.