América Latina é debatida em Chapecó

15 de Maio de 2018, por IELA


O Seminário de Atualidades, realizado anualmente pelo curso de Jornalismo da Unochapecó, abordará, nesta edição, o tema 'América Latina: Democracia, Golpes e Conflitos'. O evento será realizado de 15 a 17 de maio, com início sempre às 19 horas no auditório do Bloco G da Unochapecó. 

A primeira palestra, ministrada no dia 15, terá a participação do professor  Danilo Enrico Martuscelli (UFFS), que abordará 'Os conflitos e o neoliberalismo na América Latina'. O professor, autor do livro 'Crises políticas e capitalismo neoliberal no Brasil', possui doutorado na área de Ciências Políticas pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e realizou recentemente um estágio pós-doutoral na Universidad de Buenos Aires.

Já a palestra do dia 16 terá como temática 'Os golpes militares e civis no âmbito político social na história latinoamericana'. O assunto será discutido pelo professor Nildo Ouriques (UFSC), atual presidente do Instituto de Estudos Latino-Americanos (IELA). O palestrante já ministrou cursos sobre o pensamento crítico latino-americano na Universidad Nacional de Tucuman (Argentina), Universidade Bolivariana (Venezuela), Universidade de Padova (Itália) e várias universidades brasileiras.

Na última noite do evento, 17 de maio, a palestra será por conta do professor Vicente Neves da Silva Ribeiro (UFFS) e da professora Myrian Aldana Vargas (Unochapecó), com o tema 'Democracia e Eleições na América Latina'. Vicente possui mestrado em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Já Myrian é doutora em Ciências Humanas pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

O coordenador do evento, professor Luãn Chagas, recorda questões do cenário político enfrentados pela América Latina nos últimos anos e ressalta a importância de entender melhor como funciona esses sistemas e como eles refletem no âmbito socioeconômico desses países. “O Seminário de Atualidades tem como objetivo trazer temas que estão em debate na sociedade. Visa uma discussão contextual que envolva os estudantes de Jornalismo para que, através disso, entendam um pouco mais dessas questões por meio do debate com especialistas”, afirma.  

Segundo a coordenadora do curso de Jornalismo, professora Angélica Lüersen, é necessário diferenciar o Seminário de Atualidades e a Semana Acadêmica, sendo o foco desse último a qualificação das técnicas e práticas jornalísticas. “A proposta do Seminário é discutir as temáticas que circundam as produções jornalísticas. Nós percebemos qual é a tônica da discussão, ou quais são os assuntos mais latentes naquele ano e trazemos convidados que possam contribuir com o debate”, salienta.

As inscrições estão disponíveis, até o momento, para estudantes, técnicos e professores da Universidade. A abertura do evento para o público externo depende da avaliação da demanda dos inscritos até o prazo inicial (02/05).