Dois milhões de pessoas sem acesso à água no mundo

2 de Julho de 2015, por IELA


Um estudo realizado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) juntamente com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) mostra que hoje, no planeta, mais de dois milhões de pessoas não têm acesso à água potável. 

O trabalho assinala ainda que essa falta de melhorias em saneamento, limpeza e purificação ameaça, principalmente, a saúde da população infantil, justamente pelo consumo da água em condições muito duvidosas. 

Essa pesquisa foi realizada para conhecer se estão sendo cumpridos os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), e o resultado aponta que muitos lugares estão bem longe disso. Segundo as informações do documento, uma em cada três pessoas no planeta não contam com infraestrutura de saneamento. “Ainda que 91% da população mundial tenha acesso a fontes de água aptas para o consumo humano, os avanços no campo do saneamento não são proporcionais”.

O documento da OMS e Unicef também revela que as prometidas campanhas de educação sobre o consumo de água não tem sido efetivadas e a meta fixada pelas instituições de garantir pelo menos 77% de saneamento às populações está bem longe de ser atingida. 

Informação: Telesur