Estudantes indígenas e negros fazem recepção conjunta

17 de Março de 2016, por Elaine Tavares

Foto: Kuaray Mariano
Foto: Kuaray Mariano

Os estudantes indígenas e negros realizam hoje a sua recepção aos calouros. Será no Auditório da Reitoria, às 16h. A atividade marca um momento único na universidade, pois, pela primeira vez, essas duas etnias - que tantas dificuldades enfrentam para sobreviver num espaço até bem pouco tempo ocupado apenas por brancos - atuam em comunhão. 

Decididos a enfrentar os problemas de permanência - que são muitos - unidos, eles buscam organizar-se já no começo das aulas para discutir estratégias sobre como atuar e como garantir que todos sigam estudando, sem precisar passar pelos terrores de não ter onde morar ou como comer. Também buscarão discutir as raízes do preconceito e como enfrentá-lo no dia-a-dia.

No convite à recepção, o recado é bem claro: “Agora iniciamos um novo ciclo de lutas, estudos e resistência. Vamos demarcar território e trocar experiências, sintam se acolhidos, estamos todos entre parentes, vamos juntos pintar de uma vez por todas a universidade de povo”.
A UFSC vai ser aldeia! Vai ser quilombo! Vai ser de luta!