Guerreiro Ramos – Mito e verdade sobre a Revolução Brasileira

12 de Setembro de 2016, por Elaine Tavares


 

Acontece nessa quinta-feira, dia 15 de setembro, o lançamento de mais um volume da Coleção Pátria Grande, criada pelo Instituto de Estudos Latino-Americanos, em parceria com a Editora Insular. É o livro Mito e Verdade da Revolução Brasileira, de Guerreiro Ramos. Será às 18h30min, no Auditório do CSE e contará com a presença do filho de Guerreiro Ramos.

O livro é um retrato do clima intelectual e político do início da década de sessenta e gira em torno da polêmica que havia no interior da esquerda entre os socialistas e os nacionalistas. Guerreiro Ramos foi um dos primeiros a divulgar a obra de Georg Luckás no Brasil e, como o filósofo húngaro, também debateu e criticou o marxismo-leninismo em vigor que buscava aplicar os métodos da revolução russa no mundo. Ramos compreendia a grandeza de Marx e Lenin, mas acreditava que a solução dada pelos russos para sua revolução não era de caráter universal. Cada espaço geográfico deveria procurar conhecer suas especificidades e a partir daí, construir sua própria revolução. Por isso, Guerreiro Ramos queria uma revolução brasileira, capaz de superar os defeitos que já apareciam no contexto russo.

Uma obra de fôlego, indispensável para se pensar o Brasil nos tempos atuais. O livro é o sexto volume da coleção que busca recuperar os grandes clássicos do pensamento latino-americano.