Los Jaivas e sua musicalidade poética com Pablo Neruda

25 de Setembro de 2017, por Renisse Ordine


Há 36 anos, a banda chilena Los Jaivas marcou a história da música em toda a América Latina, com o lançamento do histórico álbum “Las alturas de Machu Picchu”, lançado em 1981 e que está  em segundo lugar em uma pesquisa realizada pela revista Rolling Stones, sobre os cinquenta discos mais importantes do Chile. 

Na época, para divulgar o lançamento do álbum, a parceria entre os produtores Daniel Camino, Fernando Manns e a Televisão da Universidade Católica do Chile, produziram um documentário na cidade perdida dos Incas, Machu Picchu, com a apresentação especial do escritor Mario Vargas Llosa. 

Este álbum é o mais popular da vasta discografia da banda, que iniciou a carreira em 1963, em Viña del Mar, composta originalmente por cinco integrantes: os irmãos Gabriel, Eduardo e Claudio Parra, Eduardo “Gato” Alquinta e Mario Mutis. Construíram uma carreira de mais de cinquenta anos, sem descanso. E ainda continuam ativos apesar da morte dos antigos integrantes Gabriel Parra e Eduardo Alquinta. A banda adicionou outros membros e hoje está com seis integrantes, sendo que Claudio Parra ainda permanece. 

A proposta do álbum em homenagem a Pablo Neruda surgiu do produtor Daniel Camino, que persistiu na ideia com os integrantes, já que no começo não foram totalmente adeptos, pois já tinham um outro projeto em andamento, dedicado a Violeta Parra.  O poema escolhido para ganhar uma musicalidade com fusões latino-americanas, estilo que caracteriza o grupo, foi “Alturas de Machu Picchu” e teve a participação de Mercedes Sosa e Chabuca Granda. 

O poema “Alturas de Machu Picchu” está no livro “ Cantos Gerais” publicado em 1950, composto por doze poemas que descrevem as ruinas do local e os povos indígenas que ali viveram e fizeram história, tornando-se uma identidade de toda a nossa América Latina. Foram escolhidos os versos de Del Aire Al Aire, La poderosa muerte, Amor Americano,  Aguila Sideral, Antigua America e Sube a nacer comigo hermano e Final. 

Tanto o álbum quanto o vídeo é  de grande valor para todos os latino-americanos que ainda não têm conhecimento sobre os seus antepassados e para aqueles que amam história desse continente. Macchu Picchu é Patrimônio da Unesco e é uma das sete maravilhas do mundo.