Paraguai: novo presidente é do Partido Conservador

23 de Abril de 2018, por Elaine Tavares

Foto: AFP
Foto: AFP

O vizinho Paraguai realizou eleições nesse domingo, dia 22 de abril. Nada de novo sob o sol. A disputa ficou mesmo entre os conservadores e os liberais, adversários históricos no país. E o vencedor foi o candidato governista, Mario Abdo Benítez, do Partido Colorado, que certamente manterá o país alinhado aos interesses do 1% da classe dominante e dos Estados Unidos. Mario é filho do ex-secretário particular do ditador Alfredo Stroessner, que foi saudado no discurso pós-vitória como um “exemplo” a ser seguido. Ainda havia mais oito candidatos, que somaram menos de 1% cada um, exceto o do Partido Verde que conseguiu 3% dos votos.  

Abdon ficou com pouco mais de 46% dos votos contra 42% do candidato do Partido Liberal, Efraín Alegre. No Paraguai não há segundo turno e o vencedor é o que leva mais votos na primeira volta. 

O agora presidente tem fortes vínculos com os Estados Unidos, onde estudou. Ele foi subtenente da reserva da Aviação das Forças Armadas paraguaias e recebeu uma grande fortuna do pai, o que lhe permite viver folgadamente. Já foi senador e pautou sua ação na defesa das oligarquias locais. 

Logo após o resultado que lhe deu a vitória, Benítez fez questão de deixar claro quem serão seus mais importantes aliados:  “Os meios de  comunicação serão nossos aliados estratégicos para construir um novo país onde as diferenças sirvam para construir uma pa´tria justa e com moral”. 

Os paraguaios elegeram ainda 17 governadores e o novo Congresso Nacional. partido Colorado também garantiu maioria no parlamento.