Rodolfo Walsh, a palavra definitiva

4 de Maio de 2018, por IELA


O livro "Rodolfo Wlash, a palavra definitiva  - escritura e militância", de  André Queiroz, será lançado nas Jornadas Bolivarianas, na quarta-feira, dia 9, às 19 h. 

O jornalista e escritor Rodolfo Walsh foi militante revolucionário das organizações político-militares que reivindicavam o peronismo combatente vinculado às bases sindicais e às lutas políticas e sociais dos setores populares argentinos, FAP (Fuerzas Armadas Peronistas) e Montoneros - quando foi assassinado em 1977. Organizou o semanário da CGT dos Argentinos, central sindical que rechaçava o sindicalismo pelego e publicou várias obras como o livro reportagem "Operação Massacre" (1957) que inaugurou o jornalismo literário, "Quien Mató a Rosendo" (1969), denunciando as patotas assassinas á serviço da burocracia sindical argentina, entre outras.

Desse livro de André Queiroz emerge o grande escritor, brilhante jornalista e combativo revolucionário, sua militãncia contra o terrorismo de Estado e o fascismo, que ainda nos ameaça.