Veias Abertas discute questão agrária

26 de Agosto de 2016, por Elaine Tavares

Professora da Unila discute a questão da terra
Professora da Unila discute a questão da terra

O Grupo de Estudos Veias Abertas da América Latina, coordenado pela professora Beatriz Paiva, no Iela, tem pautado sua discussão sob dois pontos básicos: a terra e a questão indígiena, entendendo que os dois temas estão visceralmente ligados. Durante todo o ano está agendada uma intensa discussão de autores como Marx, Lenin, Mariategui, Darcy Ribeiro, Ruy Mauro Marini, Ramiro Guerra e outros.

Nesse início de semestre o trabalho começou com o debate da tese da professora Roberta Traspadini, " Questão agrária, imperialismo e dependência na América Latina: a trajetória do MST entre novas-velhas encruzilhadas", e contou com a participação da própria autora. A intenção é incorporar a professora da Unila ao debate que o grupo vem desenvolvendo, para que possam trocar informações, bibliografia e principalmente fazer o debate de forma conjunta. Como bem ressaltou Roberta, a terra ainda é a centralidade da questão industrial no Brasil e também da revolução. Estudar a renda da terra e entender os impactos de o campo - como espaço de produção de alimentos  - estar desaparecendo, é vital para compreender a realidade brasileira e latino-americana.