Chamada de textos para a Revista Brasileira de Estudos Latino-Americanos

9 de Junho de 2015, por IELA

Segue aberto, em fluxo contínuo, o recebimento de artigos e outros formatos para a revista Brasileira de Estudos Latino-Americanos. Conheça nossa página e submeta seu artigo.

REBELA - Revista Brasileira de Estudos Latino-Americanos – tem como objetivo difundir a produção de intelectuais e ativistas sobre a América Latina. Afirmando a unidade indissociável entre teoria e prática, REBELA está interessada em análises e reflexões que contribuam para compreender o contexto e as particularidades do momento atual, em suas múltiplas dimensões. REBELA é uma revista comprometida com a libertação dos nossos povos e com a construção do socialismo.

Repelimos o transplante de ideias. Queremos contribuir para a construção e consolidação de um pensamento social que se alimenta da tradição marxista, em especial do marxismo latino-americano, sem descartar reinvenções do pensamento humanista. Consideramos que, na interlocução com estas tradições, é indispensável praticar, a partir da nossa situação, a redução sociológica e a reoriginalização cultural, como ensinam Alberto Guerreiro Ramos e Aníbal Quijano, respectivamente. Valorizamos, sobremaneira, a disseminação do saber produzido no cotidiano das lutas. Queremos que REBELA se constitua em um espaço de diálogo de saberes: entre o saber produzido nas lutas sociais e na academia, bem como através da articulação entre áreas de conhecimento como a economia, as ciências sociais e política, os estudos organizacionais, o serviço social, a filosofia e a história.

REBELA é uma revista da Rede Brasileira de Estudos Latino-Americanos, constituída a partir de uma iniciativa do Instituto de Estudos Latino-Americanos (IELA - Universidade Federal de Santa Catarina) congregando pesquisadores de inúmeras universidades brasileiras que trabalham de maneira permanente e sistemática a realidade da América Latina.

REBELA encoraja a contribuição em diversos formatos. A composição de cada número incluirá sempre um editorial e oito artigos originais, além de outras contribuições dentre as mencionadas na sequência.

Editorial - comentário crítico e aprofundado, preparado pelos editores e/ou por responsáveis por números organizados a partir de chamadas de trabalhos.

Artigos originais - ensaios teóricos e estudos teórico-empíricos, que não devem exceder 40 páginas, incluindo quadros, gráficos, ilustrações, figuras, tabelas, fotos e referências.

Resenhas - podem ser propostos os seguintes tipos:

livros clássicos ou publicações recentes - que não devem exceder 8 páginas; se o artigo de revisão se referir a um conjunto de obras articuladas por um tema comum poderá chegar ao máximo de 20 páginas.

filmes - desde que fique clara a conexão com o tema da revista e que encoraje reflexões, sem exceder 8 páginas; se o artigo de revisão se referir a um conjunto de filmes articulados por um tema comum poderá chegar ao máximo de 20 páginas.

sítios e outros formatos da internet - cobrindo desde análises críticas a informações sobre trocas relevantes em redes sociais, não deve exceder 15 páginas.

eventos – desde eventos acadêmicos a ações militantes nas ruas, de preferência relatos originais mas, em casos de particular relevância também serão consideradas revisões reflexivas da cobertura da mídia, não deve exceder 20 páginas.

Entrevistas – oportunidades para explorar temas em um formato dialógico, menos estruturados que os anteriores. Permite o exame de temas e ideias de posições políticas e epistemológicas alternativas ou ainda em produção. Não há limite de páginas. No entanto, o Coletivo Editorial reserva-se o direito de sugerir revisões em caso de material excessivamente extenso.

Ensaios fotográficos e imagens– de modo a explorar os potenciais do formato eletrônico, encorajamos a submissão em formatos tais como ensaios fotográficos, montagens, pequenos vídeos.

PROCESSO DE AVALIAÇÃO PELOS PARES

Todas as contribuições serão submetidas a pareceristas. A avaliação por pares dos trabalhos submetidos será feita sem identificação de autores nem de avaliadores (double blind review). O Coletivo Editorial encaminhará o trabalho proposto a pessoas com prática e conhecimento no tema. Aos avaliadores será solicitado que considerem, principalmente, os seguintes aspectos: adequação e consistência interna da teoria e dos aspectos metodológicos, quando se tratar de artigo teórico empírico; relevância da contribuição para os debates políticos e teóricos relacionados ao tema.

Encorajamos os avaliadores a oferecer comentários que sejam, ao mesmo tempo, rigorosos e estimuladores, que contribuam para a qualificação do trabalho (quando for o caso). As avaliações poderão ser de quatro tipos: publicar sem revisões; publicar com revisões; rejeitar ou em dúvida. No último caso, cabe ao Coletivo Editorial, em consulta com outros membros do Comitê Científico, decidir o encaminhamento, sempre com base nas informações oferecidas pelos avaliadores. Quando o trabalho submetido não se adequar à linha editorial, caberá ao Coletivo informar os autores, podendo sugerir outros periódicos para encaminhamento.

Os autores serão informados, no tempo padrão de três meses, contando a data do recebimento do texto, sobre a necessidade das eventuais modificações ou se os mesmos serão aceitos na íntegra. Quando forem necessárias modificações os autores terão no máximo seis semanas para submeter a nova versão. Os textos não aprovados serão justificados aos autores proponentes. Os originais submetidos não serão devolvidos aos autores.

DIRETRIZES PARA AUTORES

FORMATO: fonte Times New Roman 12; espaço entrelinhas 1,5 cm com parágrafos justificados, folhas tamanho A4, com margens de 2,5 cm (direita, esquerda, superior e inferior); a paginação deve iniciar no número um a partir da folha de rosto personalizada. O texto deve obedecer à seguinte estrutura de apresentação: folha com título, nome e informações sobre cada autor ou autora (organização, atividade que realiza, temas de pesquisa ou de ativismo, endereço para correspondência postal e eletrônica); folha com resumo (no máximo 200 palavras), seguido de 3 a 5 palavras-chave. As notas devem ser de rodapé e com numeração contínua. Figuras e tabelas devem ser inseridas no corpo do trabalho, e não em seu final. Os textos podem ser encaminhados nas línguas português, espanhol ou inglês. O título, o resumo e as palavras-chave devem ser apresentados nas três línguas. Os trabalhos deverão ser entregues rigorosamente revisados, conforme as normas gramaticais vigentes na língua de escolha. Máximo: 40 páginas.

As transcrições textuais de autores que não superem cinco linhas serão mantidas no corpo principal do texto, entre aspas e sem itálico ou negrito. Caso a transcrição tenha mais de cinco linhas será apresentada separada do corpo principal do texto, com um espaço anterior e outro após, com recuo de 4 cm da margem, sem utilizar aspas, itálico ou negrito.

Os artigos em português devem redigir as citações no corpo do texto de acordo com a NBR10520, os demais podem seguir a norma ISO equivalente.

As referências dos trabalhos em português deverão ser redigidas de acordo com a NBR6023, os demais podem seguir a norma ISO equivalente.

 CONDIÇÕES PARA SUBMISSÃO

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

No caso de artigos,a contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista.
Os arquivos para submissão estão em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF (desde que não ultrapasse os 2MB)
Todos os endereços de páginas na Internet (URLs), incluídas no texto (Ex.: http://www.ibict.br) estão ativos e prontos para clicar
O texto segue as Diretrizes para Autores e respeita os limites máximos previstos para os diferentes tipos de texto.
A identificação de autoria do trabalho foi removida do arquivo e da opção Propriedades no Word, garantindo desta forma o critério de sigilo da revista, conforme instruções disponíveis em Assegurando a Avaliação por Pares Cega

 DECLARAÇÃO DE DIREITO AUTORAL

Os autoresmantêm os direitos autorais e concedem à revista o direito de primeira publicação, com o trabalho simultaneamente licenciado sob a Creative Commons Attribution License, permitindo o compartilhamento do trabalho com reconhecimento da autoria e publicação inicial nesta revista.

Os autores têm autorização para assumir contratos adicionais separadamente, para distribuição não-exclusiva da versão do trabalho publicada nesta revista (ex.: publicar em repositório institucional ou como capítulo de livro), sempre com reconhecimento de autoria e publicação inicial nesta revista.