O conceito de necropolítica e a pandemia COVID-19: algumas notas sobre a realidade brasileira

Autores: 
Breno Augusto da Costa

Resumo

O objetivo deste artigo é defender a relevância e atualidade do pensamento do filósofo brasi-leiro Álvaro Vieira Pinto (1909-1987). Para tanto foi realizada uma conceituação de necropo-lítica com base em sua obra, bem como discutida a pandemia COVID-19 à luz dessas refle-xões. Necropolítica é um regime cujo elemento central é a morte de alguns, promovida de diferentes formas, para o cumprimento de alguma finalidade social. Álvaro Vieira Pinto ofe-rece um referencial para o entendimento e superação deste quadro nos países subdesenvolvi-dos. Sua produção traz várias contribuições de cunho decolonial e centra-se na ideia de liber-tação nacional através de um projeto de desenvolvimento nacional, isto é, de humanização das condições de existência daqueles que aqui vivem e concomitante à superação epistêmica do eurocentrismo. Ênfase foi dada nos aspectos éticos da necropolítica e na concepção de exis-tência de Vieira Pinto, que propõe uma mirada outra para conceitos como situação-limite e ser para a morte, bem como uma discussão acerca das ações necropolíticas empreendidas pelo governo Jair Messias Bolsonaro. Concluímos enfatizando a necessidade de um projeto nacio-nal de natureza libertadora e apontando Bolsonaro como o fantoche de uma necropolítica pauperista.