REBELA conquista avaliação em 13 áreas diferentes

26 de Junho de 2017, por Maicon Cláudio da Silva


A Revista Brasileira de Estudos Latino-Americanos (REBELA), publicação organizada pelo Instituto de Estudos Latino-Americanos, da UFSC, e o Grupo Organização e Práxis Libertadora, da UFRGS, entrou em seu sétimo ano de existência.

Dedicada a difundir a produção intelectual sobre a América Latina que tenha como compromisso o pensamento crítico, a REBELA está interessada em análises e reflexões que contribuam para compreender o contexto e as particularidades da realidade latino-americana, em suas múltiplas dimensões.

Nesses sete anos de existência, já foram publicados mais de 200 trabalhos, entre artigos, resenhas e ensaios fotográficos, sempre dedicados aos estudos latino-americanos e ao pensamento crítico.

Talvez por seu caráter interdisciplinar, a revista tenha acumulado avaliações em tantas áreas diferentes. Em 2016 atingimos a marca de treze áreas do índice QUALIS da CAPES, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

A REBELA que já havia sido avaliada em 2015 nas áreas de Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo (B4), Ciência Política e Relações Internacionais (B4), Comunicação e Informação (B5), Economia (C), Filosofia (C), Serviço Social (B5), e Sociologia (B4), passou a contar com avaliação em mais seis áreas: Antropologia / Arqueologia (B4), Ciências Ambientais (B5), Direito (B4), Ensino (B2), Interdisciplinar (B4), Planejamento Urbano e Regional / Demografia (B4).

Acabamos de publicar o V. 7, N. 1 (2017), com oito artigos, duas resenhas e um ensaio fotográfico, que tratam de temas diversos como o pensamento político argentino sobre o imperialismo, modelos divergentes de integração latino-americana e as situações atuais de Venezuela e Cuba. Confira a edição.

A REBELA também está com chamada aberta para envio de trabalhos até o dia 31 de Julho. Leia aqui as orientações sobre como submeter seu texto à revista.