Neoliberalismo e Cultura Política na América Latina: uma crítica a visão liberal de Estado, Democracia e Sociedade Civil

Autores: 
Antonio da SilvaGuillermo Johnson

Resumo

A persistência da relação imperialista na qual América Latina se encontra sustenta-se, entre outros elementos materiais e imateriais, na disseminação de uma cultura política que afirma e reproduz valores liberais. Neste sentido, esboçamos elementos para uma análise crítica das concepções hodiernamente hegemônicas de Estado, democracia e sociedade civil. Para tanto, discute a natureza e as características do imperialismo neoliberal e constata que, apesar de seu fracasso econômico evidenciado pelas crises do capitalismo central, sua vitalidade no plano ideológico-cultural continua determinando grande parte da ação política contemporânea, mantendo hegemônico. A partir disto, procura-se realizar um balanço crítico das concepções político-ideológicas do imperialismo e dos valores culturais e políticos produzidos e reproduzidos em torno da visão de Estado, Democracia e Sociedade Civil que o mesmo conseguiu implementar na América Latina no final do século XX. Mesmo hegemônicas, a análise demonstra que tais concepções mascaram a dominação do capital e que a crítica político-ideológica é fundamental para o desenvolvimento das lutas anti-capitalistas.