Notas sobre Neoliberalismo, Geopolítica e Estratégias nacionais de desenvolvimento de América Latina no começo do século XXI

Autores: 
Sergio Martin Páez

Resumo

Depois de duas décadas de hegemonia neoliberal, América Latina experimentou “uma meia década perdida”: estancamento ou queda do PIB per capita, crescimento da desigualdade e da pobreza. Este período gerou crises socioeconômicas que questionaram ao Consenso de Washington e deram origem a uma divergência nas estratégias nacionais de desenvolvimento. Um grupo tentou desenvolver políticas alternativas para o decálogo neoliberal, enquanto outro permaneceu dentro da esfera dos EUA e aprofundou as raízes do projeto neoliberal. Durante o novo século, a proposta neoliberal passou pela conformação da Área de Livre Comércio das Américas, a qual foi totalmente rejeitada em 2005. Além dessa derrota, os EUA procuraram consolidar um bloco econômico com aqueles que mantiveram uma política neoliberal através de acordos bilaterais de livre comércio. Por outro lado, o grupo que procurou superar o neoliberalismo criou organismos de cooperação econômica e política que excluíam a participação dos EUA. Desde a geopolítica, esse grupo aproximou-se a China e Rússia. A partir do ano 2015, o cenário econômico-político interno e internacional modificou-se fortemente para ambos grupos. Portanto, o objetivo do artigo é esquematizar as estratégias nacionais de desenvolvimento de América Latina no marco da estrutura social de acumulação neoliberal mundial e avaliar seus limites e oportunidades.