Trajetória e atualidade da desigualdade na América Latina

Autores: 
Lauro Mattei

Resumo

Neste artigo discute-se a trajetória histórica da desigualdade social na América Latina, com ênfase na concentração e desigualdade de renda. Inicialmente mostra-se que o modelo de desenvolvimento regional implantado no pós-guerra, ao mesmo tempo em que constituiu sociedades industriais, instituiu as condições de desigualdades sociais, as quais foram enormemente agravadas durante as duas últimas décadas do século XX, especialmente em função das crises econômicas. Esta situação se alterou, em parte, na primeira década do século XXI quando alguns indicadores mudaram sua trajetória e apresentaram resultados bastante favoráveis. Concluiu-se que, apesar dos avanços verificados ultimamente, a concentração de renda na América Latina ainda apresenta uma das maiores taxas do mundo, sendo que as taxas de pobreza voltaram a crescer novamente a partir do ano de 2013 em muitos países da região.