Florestan Fernandes e o debate sobre a dependência na América Latina

Autores: 
Cristiane Luíza Sabino de Souza

Resumo

No presente trabalho pretendemos elencar os principais elementos da elaboração teórica de Florestan Fernandes que nos possibilitam uma reflexão crítica acerca dependência na América Latina ontem e hoje. Além de uma breve introdução para apresentação do autor e contextuali-zação do debate da dependência, estruturamos nosso trabalho a partir de três pontos: 1) Os principais elementos indicados por Fernandes acerca dos padrões de dominação externa na América Latina, ou seja, da dinâmica histórica que forjou a dependência da região na sua in-serção no mercado mundial capitalista, em contraface ao imperialismo; e das relações de pro-dução/reprodução no capitalismo dependente. 2) O debate da categoria dupla articulação de-pendente, que sintetiza uma análise mais elaborada das relações de classe – internas e externas – as quais, dialeticamente, determinam e são determinadas pela condição dependente. 3) Al-guns elementos reflexivos a partir da contribuição do autor para a compreensão da realidade do capitalismo dependente na atualidade. Tomamos por base as principais obras de Fernandes, nas quais o debate do subdesenvolvimento e a dependência são mais elaborados.