Polo de Extensão Popular - Ocupação Contestado (2014-2015)

proposta do Polo foi retomar alguns pensadores a partir da articulação orgânica entre teoria e prática, a superação entre sujeito e objeto de pesquisa, a valorização dos saberes populares, ancestrais e coletivos e a construção do poder popular nos territórios. Constituiu objetivo geral do PEPo contribuir, através da articulação entre a reflexão e a ação, nos processos de construção de poder popular em Santa Catarina. Tais processos são empreendidos, de forma protagônica, por coletividades organizadas que se encontram em busca da efetivação de suas necessidades e direitos através da organização comunitária e/ou por meio de ações coletivas reivindicativas perante o Estado. Pretendeu-se, também, a sistematização e a articulação dessas experiências. Durante o ano de 2014, até março de 2015, o PEPo executou dois projetos, com o apoio da PROEx MEC/SESU e Probolsas/UFSC chamados “Novas Metodologias de Trabalho com Famílias no SUAS: Participação Popular e Autonomia” e “Educação Popular na Comunidade Contestado.” Ambos se desenvolveram na Ocupação Contestado, uma comunidade de 110 (cento e dez) famílias que se iniciou em novembro de 2012, com a ocupação de um terreno “particular” no Município de São José (Grande Florianópolis), reivindicando o direito à moradia e à dignidade, com o auxílio de movimentos e organizações políticas (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra e Brigadas Populares). As famílias passaram a se organizar por núcleos e a gestionarem os serviços de água, de luz e de recolhimento de lixo. Além disso, após inúmeros protestos, abriram uma mesa de negociação com a Prefeitura Municipal, a Superintendência do Patrimônio da União e diversas instituições e entidades, tais como, Caixa Econômica Federal, Ministério Público, Defensoria Pública da União.

Projetos de Extensão do PEPo

Novas Metodologias de Trabalho com Famílias no SUAS: Participação Popular e Autonomia

O objetivo do projeto foi desenvolver metodologias de trabalho com famílias que privilegiassem o protagonismo popular dos grupos familiares que vivem na Comunidade Contestado, Bairro Jardim Zanelato no Município de São José/SC, para a construção de formas coletivas de satisfação das necessidades humanas básicas e sociais na perspectiva da efetiva implementação e da gradativa universalização do direito à assistência social e, consequentemente, da seguridade social no país. O projeto buscou também, contribuir para estruturar metodologias de trabalho que fortaleçam a proteção social não-contributiva e participação popular dentro do Sistema Único da Assistência Social – SUAS.

Educação Popular na Comunidade Contestado

O projeto desenvolveu um programa de formação no âmbito da Educação Popular que proporcionou aos moradores da comunidade um exercício sistemático de aprendizado da história brasileira e de sua região, bem como a formação de um espaço de reflexão sobre a condição periférica na cidade. Estas construções se deram a partir de um espaço de formação composto de encontros regulares para exposições e debates sobre a formação econômica e social da região, até a necessidade de um aprofundamento da organização popular dos moradores no sentido de pleitearem políticas públicas específicas. Este projeto, desenvolvido dentro do Projeto “Nova Metodologia de Trabalho com famílias no SUAS: participação popular e autonomia” consolidou-se fundamentalmente em um trabalho de educação popular, de natureza formativa, desenvolvido regularmente por meio de espaços coletivos de apresentação e reflexão da realidade brasileira e de discussão da realidade regional da Comunidade Contestado.

Equipe do PEPo

Beatriz Augusto de Paiva (coordenadora), Dilceane Carraro (subcoordenadora), Jonathan Jaumont, Renata Versiani Scott Varella, Mirella Rocha (execução e apoio técnico), Ana Carla Werneque Ribas, Caroline Antunes, Karen Cecconello (estagiárias de serviço social), Talita Guimel, Nathalia Rangel, Ricardo Conceição, Sabrina Freitas, Leonardo Silva Pereira, (bolsistas de extensão).

Principais Produtos

VERSIANI, Renata; ROCHA, Mirella; JAUMONT, Jonathan; CARRARO, Dilceane; RANGEL, Nathalia.; GUIMEL, Talita; CECCONELO, Kare; RIBAS, Ana Carla Werneque; PEREIRA Leonardo; FREITAS, Sabrina.  PEPo: uma perspectiva teórico-metodológica de pesquisa e extensão. In: Seminário Internacional Diálogos Universidades e Movimentos Sociais na América Latina: pesquisa militante, construção de conhecimentos e bens comuns, Rio de Janeiro, 2014.

RIBAS, Ana Carla Werneque. Capitalismo Dependente e Universidade: crítica à decadência ideológica na América Latina e a atualidade do movimento de Córdoba. TCC (Graduação) - Curso de Serviço Social, Departamento de Serviço Social, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2014. [Orientadora: Dilceane Carraro; Co-Orientadora: Mirella Rocha]

Cartilha Assistência Social

CARRARO, Dilceane; ROCHA, Mirella, RIBAS, Ana Carla Werneque; ANTUNES, Caroline de Souza; CECCONELLO, Karen; FREITAS, Sabrina. Guia Comunitário do Contestado. Saúde, educação e Assistência Social. 2015. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material Instrucional para os moradores da Ocupação Contestado).