A Guatemala segue em luta

A Guatemala segue em luta

Sinopse

A Guatemala iniciou em 2015 um sistemático movimento de luta, com manifestações de entidades estudantis, indígenas e camponesas. Agora, em 2020, novos e massivos protestos aconteceram por conta da votação do orçamento de 2021. O legislativo tirou recursos de áreas importantes e o governo tem deixado à deriva a população, seja no que diz respeito ao enfrentamento da Covid 19, ou aos estragos dos furacões. As manifestações exigem a renúncia do presidente e da junta diretiva do Congresso. Uma grande massa de jovens sai do país em migração. Mas, outra parte tem sido protagonista nas lutas internas. Ouvimos hoje a ex-presidente da Associação de Estudantes da Universidade de San Carlos, a única pública na Guatemala, Lenina García. Ela foi a primeira mulher a dirigir a entidade nos 98 anos de existência e abriu um caminho novo para as lutas estudantis.