Daniel Ortega assume a presidência da Nicarágua

11 de Janeiro de 2022, por IELA

Reprodução do Twitter de Nicolas Maduro - 10.01.2022
Reprodução do Twitter de Nicolas Maduro - 10.01.2022

A cerimônia de posse do presidente Daniel Ortega foi realizada nesta segunda-feira, dia 10 de janeiro, em Manágua, com a presença dos presidentes aliados da Venezuela, Nicolás Maduro; de Cuba, Miguel Díaz Canel e delegações de outros países amigos como Rússia, China, Vietnam e Irã. A sessão solene aconteceu na Praça da Revolução e marca o início do quarto mandato consecutivo de Ortega, apesar da sistemática pressão dos Estados Unidos, que têm imposto várias sanções ao país. 

Durante o discurso de posse, o ex-comandante sandinista ironizou as ações dos Estados Unidos dizendo que para ele é uma condecoração ter o império como inimigo. Os EUA acusam Ortega de corrupção e violação dos direitos humanos e alegam que as eleições não foram válidas por conta de que vários candidatos opositores estavam na prisão. São pelos menos 40 pessoas presas entre jornalistas e críticos do governo. Outras 120 pessoas seguem presas, acusadas de tumultos nos protestos de 2018 que deixaram um saldo de 355 mortos, vítimas da repressão. A Comissão Interamericana de Direitos Humanos denuncia que existem pelo menos 100 mil exilados.

Ortega rebate que a prisão de seus adversários nada tem de ilegal uma vez que todos eles cometeram crimes contra a pátria e que ele segue apenas a lei. O presidente também apontou que não vai admitir ingerência no país nem ataques a sua soberania. Por conta disso já iniciou um processo para sair da Organização de Estados Americanos, a OEA, hegemonizada pelos EUA.

Ortega foi eleito com 75,92% dos votos e também fez ampla maioria na Assembleia Nacional. 

O corte de relações com os Estados Unidos vem acompanhado de uma maior aproximação com a China a ponto de também romper com Taiwan. Já são vários os investimentos chineses no país e a Nicarágua recebeu do país do oriente milhares de doses de vacina para imunizar sua população. Outra parceria que vem dando certo é a realizada com a Rússia de onde também chegam vacinas, alimentos e investimentos para melhorar a estrutura do país. 

Este será o quarto mandato consecutivo de Daniel Ortega. Ele já governou o país na década de 1980 depois de a Frente Sandinista de Libertação Nacional, da qual ele era comandante, derrotar, com uma revolução, o ditador Anastácio Somoza.