Imperialismo em América Latina: contribuições de Mariátegui e Zavaleta

Autores: 
Aline Recalcatti de Andrade

Resumo

O imperialismo estadunidense na América Latina se desenvolveu e adotou diversas formas ao longo das décadas. Para uma compreensão mais ampla deste fenômeno busca-se analisar o pensamento de dois marxistas fundamentais do pensamento latinoamericano, que viveram em diferentes épocas e possuem algumas semelhanças em seu trabalho: René Zavaleta e José Carlos Mariátegui. A importância desses autores para o estudo do imperialismo ocorre pelo fato de entender a relação estrutural da constituição do Estado sobre formações sociais heterogêneas, no caso de Zavaleta, e, em Mariátegui, por abordar a questão indígena, pensando sobre como esses fatores afetam a influência imperialista em suas regiões. Tal análise busca aportes que podem ser úteis na compreensão do imperialismo sobre sua forma atual para pensar os processos que ocorreram nos últimos anos, como o caso do golpe de Estado na Bolívia em 2019, no qual não teria sido possível sem a postura imperial estadunidense.