Consciência de classe proletária potencial e professores da educação básica: relatos e possíveis relações

Autores: 
Juliana Tiburcio Silveira-FossaluzzaJosé Luís Vieira de Almeida

Resumo

Este artigo tem como objetivo principal relacionar os relatos de duas professoras-proletárias que realizam suas práxis no ensino público do Estado de São Paulo, Brasil, e a possibilidade de desenvolvimento de uma consciência de classe proletária potencial. Os pressupostos teóri-co-metodológicos que subsidiaram nossa análise estão baseados na perspectiva da tradição marxista, e no método do materialismo histórico-dialético. Partir e retornar ao real de modo mais complexo, tendo como fio condutor de nossa análise, o trabalho. Este estudo não só de-nuncia parte das condições precárias em que muitos docentes da Educação Básica realizam suas atividades, mas também aponta para a necessidade de união do proletariado contemporâ-neo, para o desenvolvimento de sua ação e consciência de classe a fim de se contrapor e supe-rar as estratégias reprodutivas impostas pelo capital à sociedade. Além disso, este trabalho nos despertou para outra curiosidade epistemológica: a de verificar em que medida a realidade particular retratada neste estudo também poderá se repetir em outros países da América Lati-na.