Coronavírus: Santa Catarina na contramão

21 de Dezembro de 2020, por Lauro Mattei


Desde o início da pandemia provocada pelo novo coronavírus, percebem-se grandes contradições nas ações do governo estadual, em termos das medidas necessárias para controlar a taxa de contágio da COVID-19. Após implantar uma quarentena bastante rígida em 17.03.2020, quando o número de pessoas contaminadas era baixo, já a partir de abril deu-se início a um processo sequencial de flexibilização das restrições econômicas e sociais, o que certamente contribuiu para a forte expansão da contaminação da população nos meses seguintes, destacando-se o grande surto ocorrido em julho e agosto, conforme gráfico 1. Tal surto começou a arrefecer ainda em meados de agosto e se reduziu expressivamente no mês de setembro, sendo que ao final desse mês a média semanal móvel ficou ao redor de 900 casos ao dia. A partir do início de outubro um novo surto, bem mais agressivo, tomou conta do estado. 

Leia o texto na íntegra