Começa hoje o III Ciplom

6 de Junho de 2016, por Elaine Tavares


O presidente do IELA, Nildo Ouriques, participa hoje da abertura do III Ciplom (Congresso Internacional de Professores das Línguas Oficiais do Mercosul), proferindo a conferência de abertura “Problemas e perspectivas para a integração latino-americana”, que acontece às 11h30min, no Centro de Cultura e Eventos da UFSC. Esse encontro reúne mais de 500 professores e busca discutir o processo integracionista do Mercosul.

Segundo a organização “o CIPLOM tem tido uma responsabilidade histórica com o português, o espanhol e o guarani, as línguas oficiais do MERCOSUL Político, e com o seu ensino. Nesta terceira edição, pretende dar continuidade a este compromisso, e ainda trazer, de forma decisiva, para a discussão, também os professores e gestores das demais línguas oficiais do MERCOSUL Geográfico, tanto as línguas oficializadas em nível nacional, como as oficializadas em nível regional ou local. Aqui se referem muito especialmente às línguas de sinais, às línguas indígenas e às línguas de imigração, de modo a melhor representar o multilinguismo continental e ampliar as discussões e demandas em torno da gestão das línguas e da diversidade linguística”.

Participam profissionais dos Estados Membros do Mercosul – Argentina, Brasil, Paraguai, Uruguai, Venezuela e Bolívia (que aguarda as últimas providências para uma adesão plena ao bloco), e também professores dos países associados ao Mercosul – Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Peru e Suriname – que já são membros da UNASUL – a União das Nações Sul-Americanas, diversificando, assim, as temáticas e os circuitos de discussão.

Conforme aponta a divulgação do encontro, o estado de Santa Catarina é um dos estados mais multilíngues do Brasil e a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) acabou se tornando um espaço estratégico para sediar o III CIPLOM, bem como o III Encontro das Associações dos Professores das Línguas Oficiais do MERCOSUL (III EAPLOM), que discute pautas próprias do mundo associativista, e realiza, concomitantemente, a X Semana de Letras que, na sua décima edição, internacionaliza-se e abraça também os horizontes do MERCOSUL e da América do Sul.

Para conhecer a programação completa, acesse o Caderno do III CIPLOM